Resultado de imagem para são joao barra bahia


Como não haverá carnaval em Barra muitas pessoas já criam expectativas para fazerem o seu próprio carnaval e os festejos Juninos da Barra, que já foi considerado o maior São João do oeste da Bahia por ter 9 dias de festas e belas apresentações culturais. 

Em entrevista a Rádio Grande Rio, final de dezembro, o prefeito garantiu novamente que não terá carnaval em 2019, que investirá em outras áreas. Más como aplicar em outras áreas, se cada área vem à verba para ser aplicada na respectiva área? (Em uma linguagem povão). Os Recurso da saúde, a ser investido na saúde, recurso da educação, a ser aplicado na educação e assim por diante... O prefeito faz uma obra, que é de sua obrigação e ainda diz que é projeto grandioso.


Afinal o que mais movimenta a economia local da Barra?


Localizada no encontro do Rio Grande com o Rio São Francisco, no Médio São Francisco. Barra se tornou mais conhecida nos últimos anos pelos seus patrimônios históricos, festejos, culturas e vários avanços como a UFOB (Universidade Federal do Oeste da Bahia). 


As festas públicas são responsáveis por desenvolver e divulgar um destino, seja este turístico ou não, já que a atividade é utilizada por muitos municípios para a estabilização econômica, além da amenização da sazonalidade. São muitas as cidades interioranas que investem nessa segmentação visando atrair visitantes, gerando assim lucros, e incrementos para a economia da cidade, além de projetar a imagem do destino para outras regiões. 


O segmento de eventos continua como um dos mais promissores e gerador de empregos do País. Dados da ABRAFESTA, Associação Brasileira de Eventos Sociais, dão conta que nos últimos anos chegou ao patamar de R$ 16,8 bilhões, somente no Brasil. Embora tenha passado por mudanças significativas para se ajustar a crise, o setor segue em crescimento.

Barra não tem empregos e muitas pessoas tornam-se autônomas anualmente principalmente no São João e Carnaval. O aumento de vendas no comércio, principalmente, nos bares, restaurantes, lanchonetes, distribuidoras de bebidas além dos vendedores ambulantes residentes do próprio município (destaca-se que vem pessoas de fora da comunidade para também vender seus produtos), a movimentação na economia a geração de empregos, mesmo que estes sejam temporários, ainda colocou-se a questão da diversão como beneficio, visto que, a Barra não dispõe de equipamentos de lazer que possam ser utilizados pela população, vê-se então o evento como uma oportunidade de lazer e renda.

Vale salientar que o turismo de eventos atrai pessoas de alto poder aquisitivo superior ao turista convencional, e estes geralmente ficam mais tempo no destino, consequentemente gastará mais, pois vai querer conhecer os atrativos da comunidade, sua cultura, além da gastronomia e os entretenimentos noturnos. Um dos atrativos da Barra que mais chamam atenção são os balneários.

Talvez o prefeito se equivocou em afirmar que festa não muda nada na vida das pessoas. Existem sim vários pontos negativos e problemas em todos os tipos de eventos do mundo. Através da análise dos dados apresentados ficou claro que realmente o evento é bastante significativo para a cidade, no entanto existem algumas lacunas e barreiras que merecem ser solucionadas para melhor aproveitamento do evento como atrativo e gerador de recursos para o município. 

"É PRECISO QUE O PODER PÚBLICO MUNICIPAL PASSE A PENSAR GRANDE"

Por Fillis Niorges